Grey’s Anatomy (7.18) – Song Beneath the Song

Esta temporada Grey’s Anatomy tem optado por tentar trazer algo de novo ao seu trama, à sua maneira de fazer episódios, depois do episódio documentário segue-se o episódio musical. Numa altura em que Glee faz furor, Shonda Rhimes decidiu aprontar das suas e trazer a cantoria para o Seatle Grace. Confesso que o meu entusiasmo para o episódio se perdeu logo nos primeiros minutos. O drama criado era bom, mas simplesmente teria gostado muito mais do episódio se Shonda tivesse optado pelo episódio tipo de Grey’s com drama, diálogos e interpretações inteligentes. Addison é sempre bem-vinda mas desta vez a sua aparição ficou ofuscada e quase passou despercebida. No entanto acabei por gostar de algumas partes do episódio e algumas sequências, as músicas escolhidas são músicas que ficarão para sempre ligadas à série e até acabei por gostar das escolhas. 

Mas o resultado geral não foi de todo do meu agrado, mas contrariamente a muitas pessoas também não odiei, simplesmente acho que Grey’s poderia passar muito bem sem o episódio e eu não sentiria grande falta. Falemos então mais ao pormenor dos acontecimentos do episódio, depois do acidente que Arizona e Callie sofreram na semana passada, a expectativa para as possíveis consequências eram grandes, apesar de acreditar que não matariam o bebe, mas com Shonda nunca se sabe. Callie chega em mau estado, necessitando de ser operada e com múltiplos traumas. Arizona e Sloan tem de tomar uma decisão, colocar Callie ou o bebe em primeiro plano. E esta foi uma das cenas que mais gostei, a interacção entre ambos e o seu verdadeiro papel na vida de Callie. Já do protagonismo dado a Owen não gostei, preferia que tivessem optado por outra personagem.

Mas acho que se há alguma cena com música bem conseguida tem de ser a Running on the sunshine, muito me ri com a sucessão dos casais, para mim a melhor cena musical de todo o episódio. Cristina embora fora das cantorias também conseguiu algum destaque apresentando uma solução para o problema de Callie, mas uma Teddy relutante acaba por recusar a proposta, criando alguma tensão entre as duas. No fim Cristina consegue a permissão do chefe e de Owen, mas perde algo maior, perde a sua guia. Estou curiosa para saber como a relação das duas vai ficar no próximo episódio. No fim um ultimo olhar entre Sloan e Arizona, antes desta salvar o pequeno rebento. Outra cena interessante foi a de Meredith e Derek no elevador, numa das cenas mais comoventes do episódio. Resumindo um episódio em que gostei de algumas sequências, mas que outras poderiam ter sido melhor aproveitadas se fosse no formato original do episódio, contudo acabei por me divertir em algumas cenas. Será interessante ver nos próximos a parte paternal de Sloan a soltar-se, estou curiosa por ver um novo Sloan.

Anúncios

Sobre Filipa Silva
Comecei esta aventura de escrever já a alguns aninhos atrás ainda no antigo Portal de Séries e a verdade é que o que inicialmente era visto como um pequeno hobbie foi ganhando o seu lugar próprio. A primeira série que tive o privilégio de seguir religiosamente foi MacGyver, e a partir daí muitas outras se seguiram. Para além de MacGyver, séries como Friday Night Lights, Lost, Prison Break e Chuck fazem parte do meu baú de recordações. Atualmente e devido a alguma falta de tempo são poucas as séries que tenho o privilégio de seguir, mas a eterna Grey’s, TVD, OUAT fazem parte das escolhas. Para além das séries e da escrita outra das minhas paixões é o desporto e viajar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: